Logística 4.0: Aethra Group com processos mais ágeis e precisos

IMG_7093-2.jpg

Arlei Rafael Soares trabalha na produção de grandes peças para o Argo e o Mobi na Centauro. Na Aethra desde 2010, conta que tem testemunhado uma autêntica revolução tecnológica.

O operador conta que, antes, quando os insumos acabavam, precisava parar a produção para solicitar reposição de matéria-prima. Com o projeto Intralogística (logística interna), implantado em 2018, o procedimento foi automatizado, e tudo ficou mais rápido.

É o conceito de Indústria 4.0 chegando à Logística, setor estratégico para dar dinamismo, maior controle e organização interna à fábrica.

Pelo projeto, as linhas automatizadas da Centauro foram equipadas com um botão que, quando acionado pelo operador, gera automaticamente um pedido de reabastecimento, sem interrupção do processo produtivo. O botão emite um sinal via radiofrequência integrado ao SAP, que gera a requisição do material por ordem de prioridade de produção das linhas.

Christian Bezzi, controller de Logística, e Christiano Santos, analista de Negócios, idealizadores do projeto e responsáveis pela implantação, indicam algumas das vantagens desse sistema de tipo puxado de abastecimento. "Ele garante maior equilíbrio do estoque, elimina excessos, oferece melhor aspecto visual da fábrica e uma produção mais eficiente, uma vez que o operador não precisa se ausentar do seu posto de trabalho para buscar as peças, pois agora as peças chegam até ele, diminuindo o desgaste físico", lista Christian. O próximo passo é eliminar o botão, e a própria máquina indicar que o estoque está baixo e realizar a solicitação, via SAP, ao almoxarifado.

Christiano Santos destaca que todo o sistema foi desenvolvido internamente pelo setor de TI da Aethra, pelos desenvolvedores Edson Penido, Eduardo Souza e Vitor Quintão e Márcio Clésio em um trabalho em equipe com a Logística Central e Key-User SAP. Ele se difere dos demais por ter sido desenvolvido numa única plataforma, o SAP, sendo por isso mais robusto e confiável.

"Isso representa uma economia no investimento, uma vez que sistemas já prontos custam na casa dos milhões, e ainda assim, não atendem todas as nossas necessidades", salienta.

Uma questão de visão

No Almoxarifado de Componentes da Aethra, a saída de materiais era controlada por uma etiqueta com código de barras afixada na caçamba, que era lido com o uso de um leitor manual.

Agora uma pequena etiqueta com QR Code identifica os materiais e é lida automaticamente por um portal com três câmeras instaladas na saída do setor. Essa leitura é realizada por meio de um programa de visão computacional, ou seja, o computador "enxerga" a etiqueta e executa a ação de transferência. As informações são enviadas pelo software desenvolvido pelos analistas de TI da Aethra para o SAP e para todos os dispositivos envolvidos no processo, indicando que determinada caçamba saiu do estoque fiscal e se direcionou ao estoque da produção.

"Estamos educando a fábrica para seguir um fluxo sistematizado. A nossa missão é criar um grande ecossistema digital do Grupo Aethra, visando otimizar nossos processos e reduzir as ações que não agregam valor", explica Djim de Andrade Martins, gerente de TI e que também está à frente dos projetos de modernização da logística.

Normandes Ribeiro, supervisor de Almoxarifado, que trabalha na empresa há 21 anos, vê vantagens na modernização: "Sou do tempo em que as peças saíam daqui, a gente anotava manualmente na prancheta e fazia a baixa", lembra o colaborador.

De acordo com Djim Andrade, o sistema estará implantado em todas as áreas da Centauro até o fim do ano, e o objetivo é que no primeiro trimestre de 2019 todas as demais unidades também passem a contar com as câmeras leitoras de estoque.

Segurança e eficiência

Outra mudança relevante na área vai ser a troca das tradicionais empilhadeiras por rebocadores. Além de mais eficientes – uma vez que eles conseguem levar até quatro embalagens, ao passo que a empilhadeira comporta somente duas –, a movimentação deles é também mais segura com relação ao trânsito dos funcionários na fábrica. De acordo com Christian, a empilhadeira ainda exige mais manutenção, o que encarece o processo.



SOCIAL
ÁREA RESTRITA
WEBMAIL
EXTRANET
PORTAL DO FORNECEDOR
AETHRA
SISTEMAS AUTOMOTIVOS S.A.
Av. Centauro 234, Jardim Riacho das Pedras
32.242-000, Contagem, MG
BRASIL
Tel. +55 31 3045-9199